<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-3105585526933720520', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2010-05-30


ainda from Habana with love


© September 14, 1971 - 8:20 pm / 009-010 / White House telephone.

Referência

2010-05-27


Skin collision past. Jack Bauer não pode amar. Segismundo.

Referência

2010-05-25


Pas de deux. Antes de começar, talvez não fosse mau suspeitar destas duas palavras, consciência e nós - o pronome -, suspeitar não apenas ou sobretudo por dúvida, suspeitar como lance e pronunciamento irónico. Não sendo possível dominar continentes - porque territórios vastos -, deveríamos ser capazes de contentarmo-nos com a zona. Segismundo.

Referência

2010-05-23


from Habana with love


© December 11, 1972, 7:54 pm / 034-050 / White House telephone.

Referência

2010-05-18


Regras que nunca te dirão, xvi. Vales pouco?, é porque o teu preço é baixo e ninguém quis ter o trabalho de especular contigo ou sobre ti. Segismundo.

Referência

2010-05-17


imagem © Wim Delvoye

Referência

2010-05-13


Homo videns. Isto são coisas que se vêem, deus todos os dias, mais ou menos vestido de branco ou em pó ou vestido como uma mulher que vai de visita a familiares que moram longe, para frequentar cerimónia e solenidade. Porquê? Chamam-lhe devoção à nossa senhora da hora da nossa morte, morte pequena. É justo? É espectáculo, um estupefaciente de cada vez, como as contas do rosário. A coreografia de um ícone encarnado vale o mesmo que um concerto de música ligeira, um jogo de futebol, uma tourada. Passa também na teelvisão, para sagração superlativa, como um sopro de administração intravenosa, embora, cosa mentale, não seja necessário partilhar a agulha. É a cruz que se pode actualmente, são a esperança e a salvação que vêem e vêm por aí. O papa, a criatura e o que ela representa, não é para cegos. O que ele diz ou pode dizer aqui, regina sacratissimi rosarii fatimæ ora pro nobis, sabe a arco velho e a língua morta. Quando chegar o fim-de-semana já passou. Cada qual tornará ao estupor das drogas leves e dos dias ordinários, à recriminação e à vergonha da histeria da chusma, ambulatória incluída. Não é por acaso que, na pátria, o imposto sobre o valor acrescentado há-de ascender e outros tributos serão agravados. A fé, a fé de todos os dias, sem deidades, tem um preço e paga-se antes da morte. Nisto somos todos peregrinos. E disto, pasto e dealer, nenhum deus cabrão nos livra. Segismundo.

fotograma © Werner Herzog, Bad Lieutenant: Port of Call - New Orleans.

Referência

2010-05-11


Regras que nunca te dirão, xv. Somos psicológicos e económicos. Por isso ninguém quer saber o que vales, porque o que interessa é quanto custas. Ou seja, em psicologia económica e em economia psicológica - não é necessário escolher, qualquer que seja a inclinação dá o mesmo resultado -, o teu carácter e a tua unicidade valem o que valeres em dinheiro. Faz-te cara. Segismundo.

Referência

2010-05-09


nove cinco trinta e três, join the monster squad


© The National e Bandwidth Films, 2008.

Referência

2010-05-04


Regras que nunca te dirão, xiv. O máximo que podes ser é o que não és. Segismundo.

Referência

2010-05-02


Um Falcao no punho. Menos um jogador em campo a partir dos cinquenta e escassos minutos de jogo, menos o mister Jesualdo Ferreira também - o que é uma vantagem quase do tamanho da vantagem decorrente do exílio romeno, oxalá definitivo, de Săpunaru -, o árbitro simpático com os do pássaro - nenhuma novidade - e, mesmo assim, mais dois golos. É assim que se ganha, com magnanimidade. Intendente G. Vico da Costa.

Referência

2003/2017 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).