<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-3105585526933720520', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2017-03-20


melancolia zündapp

# xlix
. atrás de cada coração há pelo menos duas mulheres. Edgar da Virgínia.

Referência

2017-03-13


Nossa senhora das culpas, ii. Na cultura da inadimplência – nome elegante da cultura do calote – não há dívida que seja. Segismundo.

Referência

2017-03-06


errata d’helder, xxiii. página sessenta e nove, linha vinte e um, onde se lê força deve ler-se forca. Edgar da Virgínia.

Referência

2017-02-27


Nossa senhora das culpas, i. Na cultura da usura não há dívida que não seja soberana. Segismundo.

Referência

2017-02-20


melancolia zündapp

# xlviii
. o amor é, como foi sempre, assunto venoso, não arterial. Edgar da Virgínia.

Referência

2017-02-17


Do ut des. Na novilíngua política da pátria «mútuo» é o caralho. Nicky Florentino.

Referência

2017-02-15


Da mutualidade ao mutualismo. Um «erro de percepção mútuo» é mais ou menos o mesmo que alguém julgar que lhe está a ser feito um felatio quando está a ser sodomizado ao mesmo tempo que outrem está a sodomizar alguém quando julga que lhe está a fazer um felatio e ninguém, alguém ou outrem, se queixa. Até que. Segismundo.

Referência

2017-02-13


Der Coitus als Bestrafung des Glückes des Beisammenseins, ii. David, nome com estrela. Morreu com versos e refrões de razão, de this is not america a I’m affraid of americans, I’m affraid of the world. Morreu. A alegria, take your protein pills, put on your red shoes, continua. Só o cinismo nos pode ainda salvar. A mesma história, o nosso sonho americano. Segismundo.

Referência

2017-02-06


errata d’helder, xxii. página sessenta e nove, linha sete, onde se lê trepidação deve ler-se trepanação. Edgar da Virgínia.

Referência

2017-01-30


Der Coitus als Bestrafung des Glückes des Beisammenseins, i. A estação em vigor convoca o mesmo deslumbramento para casos e acasos. A novidade conforta-se com mais novidade. Saturação. Já quase não se distingue confissão de confusão. O mesmo outra vez. Outra vez. Outra vez. Outra vez. Outra vez. Outra vez. Outra vez. Palavra. Chega. Apenas palavra. Não chega. As atenção e curiosidade são distribuídas com a mesma acuidade e frequência pelos leads e rodapés. As notícias transformaram-se na repetição de slogans e jingles. Na superfície dos media vogam enunciados da entropia e da vileza. Às vezes os lamentos, as queixas disso. Energúmeno e escroque tornaram-se categorias modais, tipos normais. Somos todos iguais. Todas também. Graças a deus. Que está morto. Que foi morto. Vezes várias. Numa delas, conta-se, foi pregado na cruz em filho. Um deus que é ao mesmo tempo filho dele, deus dois ou três em um. Vantagem tipo first we take three or four manhattans, then we take Berlin. E chega-se à situação. Bem-aventurados os que fazem downloads piratas. Aventuradas as que fazem o mesmo. A rede unida jamais será vencida. Segismundo.

Referência

2003/2017 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).