<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-5653591469084247704', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2008-01-16


Diga trintaesete. Pode ser fodido. Um gajo distrai-se com facilidade e pode acontecer. Mas não acontece quando é accionista da vida. Quando é accionista da vida, um gajo existe como deus ou melhor. Tem olho de lince. Um, com lente incrustada, é à cyborg. Desconfia. Revolve. Vê à distância, quando a miopia não cega. Acentua o cinismo, via pela qual se aprende a decência. Interroga. Guarda e arquiva papéis. Quer saber. Por que é que. Na prática, fode para não ser fodido. É fodido também. Faz parte do jogo. Olarilolé. Não há livro de reclamações. Apostas, aceitam-se apostas. Antes para evitar depois. Royal flush ainda não há, c’est la vie. Como no axioma, já, que amanhã é sempre tarde demais. Ri. Já está. É o bric-à-brac do costume. Aprender a fingir. Que o tempo é moinante, não imposto sobre a existência. E amanhã também. E depois. Há muito tempo que deus está fora de casa. Segismundo.


Enviar um comentário

2003/2022 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).