<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-3105585526933720520', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2012-08-15

Moriarty morreu?, xii. não quero continuar a mentir, a mentir-te, a reflexão do verbo aturdiu-o, preciso de libertar-me. a raiva impulsionou-lhe a reacção, a confissão não vai libertar-te, estás apenas a fazer-me sofrer, puta, pensou ainda o insulto, não o afirmou. depois libertar-te-ás. ele não conseguiu admitir esse cenário, mas agora estou a sofrer por causa de ti, o momento era avassalador, como se o tempo estivesse estancado e não fosse possível sair dele. antes não sofrias por causa de mim porque a mentira anestesiava-te. acusou-a, puta, de pé, com a voz ainda mais grave, porém sem gritar. sou porque deixei de ser capaz de fingir o que não quero fingir, ela tentou a defesa. uma mentira grande, sempre?, uma combinação de desespero e fúria causou a interrogação. não. amei-te. sentiu o pretérito perfeito do verbo como uma agressão. sentiu-se mal, o ritmo cardíaco acelerado, as mãos suadas. tentou agarrá-la. ela esquivou-se. agarrou-a. larga-me. apertou-a com mais força. puta. O Marquês.


2003/2017 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).