<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-3105585526933720520', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2012-02-08


hardcœur, raid final. na cabeça dele. bem vindo à tua cabeça. ele já não estranha as vozes. sente a incapacidade de ser locomotiva, ferro, aumenta o atraso e a demora do compromisso vital. tem calma. sente a incapacidade de deixar carruagens para trás, quietas na linha, o peso dinâmico da inércia, que empurra a inutilidade para o tempo e para os rascunhos. o mundo haveria de suportar menos declarações de amor em html, talvez não fosse mau matá-las, ir para o livro das faces, ir piupiar ou simplesmente nada, deixar tudo arrumado e a repousar em .doc ou em .pdf ou em cadernos pautados. tem calma o caralho, a porta está aberta, é uma hemorragia. e procrastinar?, procrastinar é bom, não afecta a tensão arterial. talvez, outra oportunidade. ainda estás aí? nada, talvez tentar nada. não. o que for será. para além disto um amor zombie é um amor morto e ainda vivo. já não. ou mais ou menos. era só para confirmar. o toque de metal, um cano estreito, arrefeu-lhe a têmpora direita, provocou-lhe um arrepio. nela não haveria de provocar sensação diferente, admitiu. O Marquês.


2003/2017 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).