<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-3105585526933720520', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2012-05-30

Moriarty morreu?, i. morreu mais cedo do que os fiéis, pouco corpo para ser pó, sem herdeiros, disse alguém. os olhos dele continuaram a perscrutar o espaço. lieutenant?, solicitaram-lhe a atenção. dispenso a comoção, prefiro manter a suspeita, ele colocou-se assim na cena. O Marquês.

Referência

2012-05-28

Página do livro das sentenças, lx. Nada é tudo tantas vezes. Segismundo.

Referência

2012-05-25

Meteorologia, governo da pátria e hidráulica. Como o tempo está não se recomenda o uso de corta Relvas. Basta a decência, no caso o equivalente a corta unhas. O que não deixa de ser problema, a solução ser o que não há e não se vislumbra que venha a haver na tróica Mamede, Rabaça & Cassola. A qual fez constar que anda surpreendida com a dimensão do coiso. Coiso que, usando gíria verbal própria da fauna, alavancou. Oxalá chova, para disfarçar a lama. Nicky Florentino.

Referência

2012-05-23

Agripino Benevides apertado. a terceira pessoa ainda é pessoa? a pergunta partiu a conversa que tentavam. desculpa. a violência da oportunidade, oportunidade que foi forçada naquele momento, rompeu a comunidade possível por via do diálogo. a ele a pergunta pareceu sem sentido naquela circunstância, entre a intimidade dos corpos transpirados e encostados. repito, a terceira pessoa ainda é pessoa? a questão não era gramatical. que motivo a teria levado a formular aquela interrogação? não estou a, ainda não tinha acabado de admitir a incompreensão, quando sentiu, compreender, os testículos a serem apertados. ela nunca será pessoa. ele tentou defender-se, recolhendo-se em posição fetal. a mão dela acompanhou-o no movimento. no futuro não pronunciarás o nome proibido, escuso de dizer qual. O Marquês.

Referência

2012-05-21


Da autocontradição performativa. Caso autárquico. Nunca faltará quem edil que, após vício exposto, sinta necessidade de afirmar com estilinho canalha que exercícios de cidadania alheios são factor nutriente da longanimidade que propagandeia ter, denunciando pelo modo espumoso e raivoso dado a tal propaganda que longanimidade é característica que não tem. Segismundo.

Referência

2012-05-16

vestígios. parecia uma loja de penhores. esquecido o resto, poderia considerar-se isso, uma loja de penhores. Adolfo Müller olhou e apontou as duas alianças sobre um pano encardido que substituia a almofada de veludo grená que não havia ali. faltam os dedos. O Marquês.

Referência

2012-05-14

Página do livro das sentenças, lix. Um energúmeno não é só um energúmeno, assim como não é um energúmeno só. Segismundo.

Referência

2012-05-11

Pelo contrário. Que tudo pode ser visto de revés, pelo e para melhor, até o desemprego, a pobreza e a miséria, a fome. São fortunas e maravilhas, se se quiser entender assim, basta vontade, da boa. Que tudo pode ser visto de revés, excepto o governo. Governo que renuncia à incumbência, governo que se furta ao encargo de governar, entregando quem desempregado à sorte de fazer por si, é governo não tem outro lado, sequer tem face que mereça ser cuspida. É esta negação da hipótese do ressentimento o que é mais deletério em qualquer processo político. Nicky Florentino.

Referência

2012-05-09


ludovica trinta e cinco


Yeah Yeah Yeahs © Thank You Were Wrong (in Cheated Hearts, Interscope Records, 2006).

Referência



pas de deux, xvi. o amor é o que entra, ele força, a paixão é o que sai, ela chora. O Marquês.

Referência

2012-05-07


Apocalipse, uma perspectiva, ii. A hipótese não é esperar. Recorde-se o caso do gato vivo, gato morto, o mesmo gato em estados simultâneos, o gato de Schrödinger. Afastemo-nos também da Københavnerfortolkningen, sejamos contraintuitivos, do mesmo modo que a austeridade não é pela soberania. Não perdoemos o futuro, não fechemos os olhos ao que antecede a sucessão. Antes de outubro, todos os meses continuam a ser o mês mais cruel. Segismundo.

Referência

2012-05-02


pas de deux, xv. ela est marquée d’une fleur de lis à l’épaule, ele não notou, tão pouco se sentiu dentro de um romance. conversaram sobre standards, versões de um, moonlight in vermont. ela estava encostada ao céu ou parecia. ele cedeu à curiosidade, quem és tu? as perguntas podem fazer muito mal, pior do que as respostas. ela sorriu. algo o impediu de ouvir o que ela respondeu. O Marquês.

Referência

2012-05-01


acima das nossas possibilidades, a puta que vos pariu


The Flaming Lips (com New Fumes) © Girl, you’re so weird (in The Flaming Lips and Heady Fwends, Lovely Sorts of Death Records, 2012).

Referência

2003/2017 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).