<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5515885\x26blogName\x3dAlbergue+dos+danados\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://alberguedosdanados.blogspot.com/\x26vt\x3d-3105585526933720520', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Albergue dos danados

Blog de maus e mal-dizer 

2010-11-30


Adenda a página do livro das latitudes, xxv. Porquê o desprezo pela liberdade, sendo o desprezo por outrem, é o desprezo de alguém por si?, porque a liberdade funda-se sobre um princípio de igualdade. Se alguém despreza outrem - por efeito do princípio de igualdade e da equivalência que resulta da reversão da igualdade -, alguém também despreza quem seja outrem de outrem, portanto a si. Segismundo.

Referência

2010-11-28


os dias do reino psychlógico


Pink Floyd © See Emily Play (in See Emily Play, Columbia Graphophone Company, 1967).

Referência

2010-11-25


Página do livro das latitudes, xxv. O desprezo pela liberdade é o desprezo de alguém por outrem embora também seja - e não menos - o desprezo de alguém por si. Segismundo.

Referência

2010-11-24


Uma geral, ii. A vida é a cair. A queda é sob condição. Como escreveu Upton Sinclair em I, Candidate for Governor: and How I Got Licked, há limites. It is difficult to get a man to understand something, when his salary depends upon his not understanding it. Mas não é sempre assim, há vida aquém e além da alienação. O osso assinala-o, desperta. O desemprego e a precariedade não são zonas de conforto. Muitas e muitos tornaram-se aí caça e casca grossa. A sobrevivência é subvivência. Já não somos capazes de resgatar os gestos simples, a vida singela. Comunidade?, só imaginada. Pela comodificação, a comodidade transformou-se em comodismo. E por acréscimo veio a conformação. É o capitalismo e os vencidos da vida, os triunfantes e os derrotados, sem apelo e com agravo. Mas, salvé os estupefacientes, permanece a dissonância cognitiva. A dissonância cognitiva é nossa amiga, suscita o inconformismo, também o inconformismo histérico, mas não tanto o inconformismo histérico, estéril nas consequências além do frenesim, sobretudo o inconformismo do desassossego, que propõe interrogações. Esta merda é assim porquê?, esta merda tem de ou que ser assim porquê? E, numa atenção que não vem na fome ou no salário, percebe-se, não há porquê, há porquês. Chega-se ao porquê dos porquês, se não tanto, pelo menos à desilusão, ao desassossego. É este incómodo geral que demora e há quem aproveite, parte em proveito, outra parte em prejuízo. Óptimo era não haver anestesia social, greve, manifestação ou qualquer modalidade de protesto. Óptimo era transformar a política em caso de polícia, chamar o corpo de intervenção e os snipers. Provavelmente, com os ossos descascados, perceber-se-ia com facilidade maior a anomia que dói na submissão e no estabelecimento cardado dela. Assim como assim, subsiste a felicidade mansa, chamam-lhe resistência. Embora mais autêntico, chamar-lhe humilhação poderia magoar. Não é isso que se pretende. Pleonasmo, a queda é para baixo. Seja bem vinda. Morrer de pé é um modo de viver estranho. Segismundo.

Referência



Uma geral, i. Pelo sim, pelo não, hoje traz uma credencial também, que é para a apocatástase ou o caralho. Bruce Bílis.

Referência

2010-11-23


Verde código verde, iii. Austeridade gourmet, é comer, calar e chorar por mais. Segismundo.

Referência

2010-11-18


Página do livro das disciplinas, ii. Embora retrospectivas, as disciplinas inúteis - chamam-lhe sociais não por acaso - têm a serventia de contribuírem para não se esquecer o futuro. Segismundo.

Referência

2010-11-16


Página do livro das ressacas, i. Antes sofrer ou vomitar a alma do que morrer da cura. Segismundo.

Referência

2010-11-11


Regras que nunca te dirão, xxvii. Roma não paga a tractores ou a operadores de tractores. Segismundo.

Referência

2010-11-09


Página do livro das sentenças, lvii. O facebook é a versão-e da caderneta de cromos. Segismundo.

Referência

2010-11-07


Magnanimidade. Troços de uma noite. Na série de Enid Blyton um dos cinco era um cão. Fora da ficção juvenil é preferível manter as coisas simples, como são, tudo da mesma espécie. Mas cinco também. Ou dez. Consoante a perspectiva. Agora importa preservar a serenidade e o sistema decimal, usar os dedos todos de uma mão se for necessário. E em caso de dúvida, não, nunca, esperar pelo contributo de Jesus. Intendente G. Vico da Costa.

Referência

2010-11-04


Do catecismo do lobo mau, i. A diferença maior entre o que é humano e o que é besta corresponde à capacidade de sedução. As bestas não enganam. Segismundo.

Referência



I keep getting friends looking like lesbians. Ontem, na assembleia da república, o senhor eng.º José Pinto de Sousa endereçou à dr.ª Manuela Ferreira Leite encómios de a alcandorar ao altar. Como um cão, senhor que é político sabe lamber o que é conveniente lamber sem dar ares de estar a engolir batráquios. Deixai os gentios ganir, eles ganem com facilidade. Nos anos próximos vamos a jugar por la playa com atenção maior ao psivinte, à euribor, ao spread, ao défice, ao factor do protector solar e à taxa do imposto sobre o valor acrescentado. Olhar-se-á para a taxa de desemprego ou para a pobreza, indicadores de miséria, apenas se o azar disso calhar e atingir o osso. Mas tornemos à senhora dr.ª Manuela Ferreira Leite. O raciocínio segundo o qual quem paga é quem manda casa tão bem com a suspensão do regime por um semestre que não se percebe por que é que os gentios, que há muito pagam para ver um resultado de governação diferente, hão-de pagar ainda mais. Nicky Florentino.

Referência

2010-11-02


Escala de Wittgenstein, iv. Do mesmo modo que não se diz cunnilingus com a língua de fora, não se diz felatio com a boca cheia. Segismundo.

Referência

2010-11-01


It takes two to tango. Se fossem feiticeiros, o senhor prof. doutor Teixeira dos Santos e o senhor prof. doutor Catroga teriam dançado a dança da prosperidade. Como não são e como a dança em torno de um cabaz vazio é o que é, dançaram a marcha da austeridade interpretada pela orquestra mercantil. Passo adiante, passo atrás, pirueta, quase mortal à rectaguarda, manobras com socas saloias em soalho elegante. Assim na terra como no céu, seja o que deus nosso senhor quiser, imposto sobre o valor acrescentado à taxa de vinte e três por cento e tal. No cabaret pátrio é assim. E chega-se ao facto de o acordo sobre o orçamento do estado entre o governo e o psd corresponder ao desacordo a que haviam chegado antes da publicitação das sondagens eleitorais últimas. Não, não é estupidez, a dança é mesmo assim, como o refrão, you don’t have to put on the red light. Animação e améns é o que os gentios necessitam agora. Nicky Florentino.

Referência

2003/2017 - danados (personagens compostas e sofridas por © Sérgio Faria).